Montagens com Fotos de Animais no Photoshop

Eu tenho desen­vol­vido uma estra­nha filia por mes­clar espé­cies dife­ren­tes de seres vivos ao longo dos últi­mos dias. Tal­vez esta von­tade estra­nha de colo­car den­tes em maçãs espe­lhe a crise de iden­ti­dade pela qual minha vida pro­fis­si­o­nal esteja pas­sando. Con­tudo, chega a ser sau­dá­vel brin­car no Pho­toshop dessa maneira, sem com­pro­mis­sos ou prazo de entrega. Pelo menos minhas habi­li­da­des na área de design esta­rão garan­ti­das caso falhem minhas habi­li­da­des de pro­fes­sor de Física, pro­fes­sor de Espe­ranto, web­de­sig­ner, ven­de­dor de chur­ros e futu­ra­mente de enge­nheiro ambiental.

Lem­brando que as fotos não são minhas, ape­nas fiz as mon­ta­gens, conheça meus mais novos e fiéis amigos:

Lobo­e­lho
Montagens com animais

Ori­gem: Lobo branco, coe­lho branco.
Des­cri­ção Geral: Um caça­dor letal como seu parente, o lobo branco, mas com a van­ta­gem da fofura do coe­lho branco, que hip­no­tiza suas pre­sas fazendo com que elas sem­pre quei­ram pas­sar a mão e fazer um cafuné no bichi­nho, tornando-o uma máquina de matar per­feita.
Ali­men­ta­ção: vís­ce­ras huma­nas mis­tu­ra­das na ração para porquinhos-da-índia.

Tar­ta­raco
Montagens com animais

Ori­gem: Tar­ta­ruga mari­nha, chim­panzé.
Des­cri­ção Geral: Quando Deus criou o mundo, o macaco e a tar­ta­ruga aquá­tica eram per­fei­ta­mente dife­ren­tes entre si para que não hou­vesse a menor chance de um cru­za­mento aci­den­tal, pois é sabido em todo o Uni­verso que uma cri­a­tura que sabe viver mais de 300 anos, nadar, pular de galho em galho e des­cas­car bana­nas seria vir­tu­al­mente inven­cí­vel.
Ali­men­ta­ção: fito­plânc­ton e gatos domés­ti­cos.

Rex
Montagens com animais

Ori­gem: Maçãs argen­ti­nas, raios cós­mi­cos.
Des­cri­ção Geral: Uma maçã com den­tes. Nada mais, nada menos, exceto pelo fato de que ela gosta que você jogue algo para ela bus­car.
Ali­men­ta­ção: pêras.

Fimis­fi­ka­jac­xeto
Montagens com animais

Ori­gem: Pingüim, zebu ame­ri­cano, tigre indi­ano, açú­car mas­cavo.
Des­cri­ção Geral: Seu nome é uma pala­vra em Espe­ranto que sig­ni­fica “pequeno pro­duto mal for­mado de uma foda mal feita e moral­mente duvi­dosa”. Seu nome foi esco­lhido para que qual­quer expli­ca­ção fosse gra­ci­o­sa­mente des­ne­ces­sá­ria a res­peito deste ani­mal­zi­nho de beleza agra­dá­vel aos olhos.
Ali­men­ta­ção: cola Super­bon­der, velas para cor­ve­tas espa­nho­las, maça­ne­tas de cromo, xaxim para samam­baias, anões emos.