Após uma cadeia sequencial de cagadas que venho testemunhando neste planeta, e ainda nem referi à Animelândia, só consigo concluir que a Voyager tem um futuro mais promissor que o nosso — pelo menos enquanto não se espatifar contra lixo espacial, bules voadores, ou um outdoor comercial gigante em mandarim. Malcolm Reynolds iria gostar.

Aproveitando o ensejo, tive a ideia ontem de bolar um questionário para compreender melhor a mente dos leitores do Nebulosa. Responda aí, vai, não vai levar mais que algumas horinhas.