Era o ano de 1996. O verão em Cuba agraciava a ilha com chuva ácida durante o trimestre todo. Coffe, um carinha semi-gordo de camisa aberta e despreocupado, passeava com um boneco do Mickey na mão, feito de veludo, em frente à fábrica de charutos afrodisíacos de menta “Levantate!”. Por uma conspiração síncrona do Universo e de Fidel Castro, um raio acerta a cúpula de zinco da fábrica e deixa exposta a sala da diretoria da empresa. Juanito Guevara, irmão do avô do genro do amigo do antigo companheiro de quarto de Ernesto Guevara, era um anti-desenhos-da-disney ferrenho e estava em uma reunião na fábrica, quando houve a destruição do teto, derrubando farelo de zinco em seu copo de café. Viu de relance Coffe na calçada, penteando seu Mickey e decidiu que eles deveriam ser banidos de Cuba em uma caixa de charutos.

– § –

Usando o Mickey de veludo como remo, Coffe atravessou o Atlântico durante dois dias e duas noites, chegando finalmente ao lugar o qual o destino havia lhe reservado: Camelot. Coffe permaneceu no quarto de visitas do castelo de Rei Arthur e 3 semanas depois desenvolveu problemas psicológicos sérios após fazer sexo com a rainha e ter seu pau transformado em um sapo cantor; graças a Merlin, o mago.

Coffe acabou fugindo para os confins da Europa com medo de que mais algum membro importante de seu corpo se tornasse um animal cantante.

– § –

Coffe percorreu os Cárpatos a pé, saltando sobre uma perna só, sempre sob a trilha sonora da ópera Putanesca, cantada com maestria por sua genitália tenôr. Fazendo uma pequena parada em um bar de motoqueiros à beira da estrada, conheceu uma garçonete normanda de duas cabeças; uma lésbica e a outra bi. Coffe acabou se apaixonando pela lésbica. A moça tinha como mascote uma capivara maltesa chamada Pimpão, que se apaixonou pelo Mickey de veludo de Coffe, arrancou-o de suas mãos com os caninos e fugiu para longe. Os tablóides da Europa, no dia seguinte, cobrem a história da capivara que foi recepcionada na Galícia com um boneco do Mickey preso nos dentes e que foi extraído por um dentista malaico, achando que era tártaro nos molares.

– § –

Abatida pela fuga de Pimpão, a garçonete se alistou na Legião Estrangeira e foi convocada pela prefeitura da cidade para neutralizar o movimento secreto das Geléias de Mocotó Assassinas. Ela não conseguiu subjulgar a rebelião, pois se envolveu com a líder do grupo. Ela e a cabeça lésbica da garçonete foram para o norte e criaram uma ONG, lutando pela causa das ervilhas-bomba esquimós, “Por um Ártico Livre de Focas”, pois estes animais faziam muita fofoca para as ervilhas amarelas. O coração de Coffe estava partido, assim como a coluna vertebral da garçonete de duas cabeças, pois a cabeça bissexual resolveu ficar e fazer carreira como engenheira de catapultas.

– § –

Coffe, se sentindo perdido na vida, resolveu se estabelecer na casa dos fundos do bar “Vladmir’s Drinking Bar”, que ficava no meio do nada. Após demonstração de como fazer uma bolinha de saliva dupla, Coffe consegue o posto de segundo auxiliar ajudante de operador de máquina de chá gelado de camomila. Enquanto havia uma tempestade de raios, Coffe consertava a máquina e por uma infelicidade da vida foi atingido, fazendo com que uma chulapa de 30cm de tântalo e açúcar mascavo se anexasse ao seu quadril, tornando-a um simbionte. Coffe agora conseguia sintonizar estações de rádio da Mongólia através de seu pâncreas.

– § –

Para comemorar sua mais recente habilidade de captar ondas curtas de rádio, Coffe sentou-se ao balcão e pediu a Vladmir, o Terrível, para que preparasse o Crazy Hammurabi, drink inventado pelo faraó Akhenaton para tornar o processo de mumuficação mais agradável. Acompanhava de brinde um mini encarte plastificado com as Leis de Talião. Coffe engasgou com uma rodela de kiwi em sua bebida enquanto a televisão monocromática de 14 polegadas, suspensa no teto do bar, mostrava a coroação de Pimpão, a capivara, como rei da Espanha, ao tempo que tocavam no fundo o Bolero de Ravel.

– § –

Enquanto se encontrava inconsciente, asfixiado pela fruta mortal, Coffe sonhou que estava fora do corpo. Viajou por todos os planetas do sistema solar, parando finalmente em um planeta chamado Algo onde se encontrou subitamente fazendo sexo com um abridor de latas gigante. Ao ser acordado por paramédicos com um jarro de água no rosto, Coffe teve um lampejo de inspiração e entendeu que deveria fazer uma incrível jornada até Serra Leoa, acompanhado de um cachorro São Bernardo, um Lhasa Apso e um gato siamês invisível.

– § –

Em meio ao deserto, depois de 7 minutos de viagem, o gato invisível ficou preso nos espinhos de um cactus invisível, causando um ataque cardíaco no São Bernardo e fazendo-o desabar sobre o Lhasa Apso, quebrando seu crânio em 6 pedaços distintos e transformando-o em uma panqueca peluda de asfalto… digo, de areia. Coffe correu em câmera lenta na direção dos animaizinhos acidentados e soltando lágrimas pelo ar ao som de Ray Coniff, tropeçou em uma placa com os dizeres “Bem-vindo a Serra Leoa – Nós te amamos”.

– § –

A atmosfera era leve e tinha cheiro de Pinho Sol dentro do perímetro de Serra Leoa. Coffe seguiu pela estrada de paralelepípedos amarelos até chegar na estátua de Darth Vader, orgulho da nação. Em uma fração de fúria, Coffe resmungou para si mesmo: “Você não é meu pai” e começou a se afastar de costas, passo por passo. Ele então ouve um gemido surdo e se dá conta que o guardião da estátua tentava atropelá-lo; um Lada com o capô em forma do rosto do Jack Nicholson e que fazia um barulho semelhante ao do Furby, o Fusca falante.

– § –

Coffe decidiu que era hora de aplicar seu golpe secreto, aprendido com um monge chinês que aceitou ensinar sua técnica em troca de uma figurinha da Copa Mundial de Bets de Areia de 1970. Quando o guardião de 4 rodas se aproximou a uma distância confortável de Coffe, este assumiu a postura de combate milenar do pardal-sem-patas e, chorando e rodopiando furiosamente de joelhos, começou a bater os braços como um pato despenado se afogando em uma bacia de Coca-Cola. O Lada ignorou o golpe místico de Coffe e o arremessou longe com o para-choques. O intrépido e voador Coffe atingiu a velocidade de cruzeiro de 88 milhas por hora e com cada uma das nádegas cuspindo labaredas, deixando um rastro paralelo de fogo pelo ar, sua chapa simbionte de tântalo começa a atuar como um capacitor de fluxo do Doutor Brown, amigo de Marty McFly, fazendo Coffe transpôr a barreira do tempo e pousar no ano de 835 DC, dentro de um drakkar viking.

– § –

Coffe foi encontrado por Morgan Freeman, o viking anão, se debatendo como se quisesse vencer o Columbia em uma corrida de propulsão, mas preso na rede de pesca do navio. Morgan explicou que aquele era um grupo de pescadores de sardinha e disse que estava muito triste naquela noite, pois por ser anão, os outros pescadores viking o debochavam.

“Não importa o tamanho, mas sim o conteúdo”, disse Coffe. Morgan ficou confidente de si e correu até o convés, saboreando e decorando cada palavra do ditado recém inventado por Coffe. Quando ele conseguiu a atenção dos colegas, gritou: “O conteúdo é a chave do sucesso empresarial!”, recolhendo um braço e estendendo o outro aos céus, como o Super-Homem travado. Todos os presentes pararam com suas atividades imediatamente e se silenciaram, olhando fixamente para Morgan, enquanto o canto dos grilos contrapunham o barulho das ondas do Mar do Norte. Após 7 segundos de reflexão e uma cena estática, todos berram felizes um hino de guerra, tiram do bolso uma caneca com hidromel e chocam umas às outras, atirando lascas de barro por todo o navio. Ao chegarem em terra firme, eles fundam a General Motors of Götsland e se casam com escravas ruivas da Saxônia.

– § –

Com o sucesso das linhas de montagem de mastros para drakkars, Coffe é agraciado com o Talismã Nórdico do Emagrecimento. Ao colocá-lo em volta do pescoço, Coffe cai novamente no túnel do tempo, mas com 2,5kg a menos. Ele pousa de cócoras na época atual, sobre os Arcos de Paris, com a cara sobre um jornal do dia. Lá dizia que Coffe era agora perseguido pela máfia egípcia, por ter cometido a heresia contra seus antepassados no momento em que se engasgou com o Crazy Hammurabi, bebida sacra para os povos da mesopotâmia que servia tanto para rituais de mumificação quanto para beber na área de chillout da rave Anubeats que ocorria quinzenalmente na Pirâmide de Gizé. Ocasionalmente era utilizada também para lubrificar camelos albinos.

– § –

Coffe resolve entrar para o crime organizado russo em Paris para se proteger. Boris, mais conhecido como Boris “o Taxista” aplica um teste psicotécnico em Coffe para determinar se ele sabe engatilhar rifles e desembrulhar guarda-chuvinhas de chocolate sem quebrá-los ao meio. Depois, Coffe deveria passar por uma uma ponte, correndo, enquanto alguém lhe atiraria bolas de basquete, seguido de uma passagem com lâminas mil cortando o ar até chegar do outro lado e, por fim, uma briga de cotonetes gigantes com uma mulher de biquini até que um dos dois caísse do seu pilastro de 15m de altura. Coffe é aceito, mas foi mandado embora 50 segundos depois por não saber dobrar a língua e nem piscar um olho só. Então encaminhou Coffe para o Clube de Xadrez, dirigido por seu primo de segundo grau Boris “O Feirante”.

– § –

Continua!